Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
Romanos 3:31 - Por uma Correta Interpretação

 

 

Romanos 3:31 - Por uma Correta Interpretação

Sodré Gonçalves

 

 

Um texto sem a compreensão de seu contexto gera um entendimento errado. 

"Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes estabelecemos a lei".

O texto trata do novo pacto onde somente a crença na dádiva da obediência e justiça de Cristo,  é que pode estabelecer a lei pela fé, não por obras nossas, devido todos pecarem, tanto os seguidores da lei como os gentios.

Muitos estudos defendem a vigência da lei  e não a substituição da  guia do espirito (2 coríntios 3), nos guiando principalmente a forma de obediência ensinada e vivida por Cristo, e o fazem  "justamente" nos escritos do apóstolo Paulo que fez questão de destacar o novo caminho, a nova aliança, a nova revelação da graça, e se valendo desta passagem isolada de seu contexto, fazendo com que Paulo estivesse referendando a vigência do sistema judaico da   lei  como continuando a ser o foco das atenções no Novo Testamento,  quando agora Cristo e seu Espírito se tornam a lei viva dos cristãos.

Se aproveitam assim de um texto, que apenas quando  isolado do contexto, corrobora com sua visão religiosa.

Quando o olhamos o contexto de Romanos 3:31 entendemos completamente diferente do que o texto isolado diz.

Por isso sempre precisamos ler pelo menos os textos anteriores e posteriores para começarmos a entender algumas passagens.

Esta passagem é um clássico exemplo de quando um texto isolado do seu contexto diz exatamente o que o autor não está querendo dizer.

Paulo está falando que todos pecaram, judeus seguidores da lei e gentios, e que todos carecem da justiça de Deus, da justiça da lei e da gloria da santidade de Deus.

Mas que vindo Jesus, nos concedeu sua justiça pela fé, logo, só se estabelece alguma justiça pela fé nele, já que todos pecaram. Paulo está argumentando que unicamente pela fé na justiça dele, é que se estabelece a lei. 

Você pode até se esforçar, mas sendo honesto e sincero sabe que até em pensamentos é um pecador, mesmo que se converteu e nasceu de novo, vez ou outra o pecado e a tentação nos vence e bate a nossa porta. Sendo vc honesto como Paulo foi em admitir isso, vai valorizar ainda mais esta passagem em seu sentido real, e não isolado, e vai glorificar a Deus por tão necessária salvação pela fé nos méritos unicamente de Jesus.

Devemos portanto entender, que Paulo está reivindicando a vigência da justiça de Cristo como única forma de satisfazer o estabelecimento da justiça da lei, ele não está reivindicando a vigência do sistema da lei na sua forma antiga, pois ocorre uma substituição de "obedeça e viverá" por "creia e viverá”. Creia em que? na cruz, no pagamento de um justo dos nossos pecados.

Mas alguém perguntaria, porque Deus mudou de sistema? Não tratou Ele com maior rigidez aos de outrora?

Esta pergunta erra em diversas situações como:

  1. Não podemos questionar a justiça de Deus, pois Ele nada nos deve. Nascemos de graça, vivemos sem ter pago nada a ele, e se morrermos ainda teremos a obrigação de agradecer pelo tempo que temos vivido e pelos prazeres que aqui desfrutamos, mesmo se tiverem sido poucos.
  2. Mesmo assim podemos especular algumas como: O homem mais antigo era menos degenerado que o atual em suas formas de inteligência e percepção das coisas espirituais (Crabtree, 2010), logo Deus em sua sabedoria os desafiou a obediência e a busca no significado do cordeiro expiatório a escapatória para seus pecados (promessa do sangue da graça) , enquanto que a partir da época de Cristo,  o plano divino da cruz e do pagamento foi revelado (efésios 3) e a graça manifestada. Este fato corrido iria santificar muito mais do pregação moral da lei, ameaças, e condenação.
  3. O homem moderno estaria mais degenerado de forma que a mensagem da graça , sempre necessária, encontraria ainda mais necessidade

 

O que nos salva, a fé na obediência dele e o pagamento ensanguentado de nossos pecados ou a nossa obediência e esforço por segui-lo? O que nos converte, o derramar do espirito para um ser justificado, um pecador aceito e amado por Deus, ou o esforço em seguir seus mandamentos? se é a primeira opção, porque pregamos mais a segunda????

Qual é a maneira de não viver na transgressão? Crendo que ele pagou nossos pecados ou vivendo a lei (segundo explicada por Jesus no sermão da montanha)

Você segue a lei de Deus conforme explicada por Jesus no sermão da montanha?

Amar inimigos, dar outra face, não entrar em demanda com quem quer tomar o que é teu, ser manso, ser misericordioso, fazer o bem tanto a maus como a bons...tem amado seus inimigos, perdoado, dado a outra face, lavado os pés das pessoas, lavado os pratos da sua casa, sendo o maior na sua casa, da sua igreja, da sua empresa, é destacado como o que mais serve?

As pessoas te conhecem como manso e humilde? como misericordioso? bondoso? vc tem faltado aos cultos da igreja para ajudar alguém como o bom samaritano ou tem colocado em primeiro lugar aquilo que o Levita e escriba colocou, deixando as pessoas de lado, para servir sua igreja, deixando de ajudar com dinheiro alguém para ser fiel no dízimo a sua igreja e assim garantir sua paz com Deus e com seu pastor?

Tem vendido seus bens e dado aos pobres? Tem feito loucuras financeiras pela fé, ou é daquele tipo de "cristão" equilibrado que mantem sua riqueza enquanto a obra de Deus fica pra depois? Tem olhado as mulheres sem desejo impuro no coração, a quanto tempo vc não deu uma olhadela ???

Mas não se desespere amigo, a Escritura encerrou tudo debaixo do pecado, para que a promessa pela fé em Jesus Cristo fosse dada aos crentes. Gálatas 3:22 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; Efésios 2:8-9 

Jesus mostrou que seguir a lei de Deus era bem mais que os 10 mandamentos e sábado e adorar ou não imagens...qualquer carnal segue isso....qualquer judeu...qualquer fariseu...Jesus mostrou o que realmente é obedecer a Deus e nos encerrou a todos em profundo pecado...não me lembro de um só dia em que não desobedeço a Deus...me valer da lei seria minha própria perdição, quem se vale da lei e prega a lei como caminho, verdade e vida, não sabe o que está fazendo, está amontoando condenação atrás de condenação para si mesmo...eu tento me valer daquele sangue, daquele ser esmagado em meu lugar....do suco de uva sagrado da santa ceia, da nova aliança onde Deus oferece sua perfeita obediência em meu lugar, no cordeiro sem mancha entregue...na cruz confio, na cruz...somente na cruz me apego........a cruz é a graça de Deus, a ÚNICA capaz de nos dar paz e comunhão com Deus, a ÚNICA capaz de fazer morrer o velho homem e abrir um canal de comunicação com o Espírito Santo, para que CRISTO, a lei viva de Deus, viva em mim, para que CRISTO, o único que segue seu sermão do monte, possa manifestar em mim....a cruz e a graça é o ÚNICO CAMINHO para se estabelecer a justiça da lei Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas. Efésios 2:10

 

Paulo em todas as suas cartas, inclusive em Romanos, vai tentar mostrar um novo e vivo caminho, uma nova aliança no lugar da velha aliança da lei, a lei de Cristo suplantando a lei mosaica, "eu porém vos digo”, o andar no espirito como superior ao andar sob regras, o Cristo viver em nós como superior a obediência a lei, a graça perdoadora, o amor aos inimigos, como um padrão de conduta muito mais glorioso que aquele apresentado antigamente.

Jesus veio revolucionar e não apenas fazer pequenas mudanças. Ele veio se posicionar como o verdadeiro caminho para o qual a lei, como aio, apenas apontava e como o verdadeiro não somente intérprete da lei antiga, mas legislador de muitos mandamentos novos que não se sabia serem a vontade de Deus.

Com voz retumbante pelos séculos dos séculos se ouve "Vocês ouviram os antigos " "Eu porem vos digo". Jesus se estabelece e suplanta Moisés, e mostra que as exigências dos céus são infinitamente maiores que a lei apresentou reduzindo todos nós ao pecado, para usar sua misericórdia e mostrar que somente sua justiça poderá nos salvar!!! 

Jesus mostrou que fazer a vontade de Deus era impossível ao homem, e para que o homem não entrasse em total desespero, ele veio para curar, salvar, obedecer em nosso lugar e morrer pagando a punição em nosso lugar.

A ira de Deus contra pecadores se despejou sobre seu amado Filho, e esta graça ensanguentada de um Pai em aflição por esmagar seu Filho, é que nos salva e sempre nos salvou, mas nunca isso pôde ser tão clarificado como depois da cruz, e portanto, é esta a mensagem do evangelho que liberta, e que estabelece a justiça satisfeita de Deus. 

 

 

 

O que ele quer dizer com estabelecer a lei então?

Paulo quer dizer estabelecer o que Deus quer, que só pôde se expressar bem com a vinda de seu Filho Jesus, o qual somente Ele, é a perfeita expressão do caráter de Deus e de toda sua vontade.

 

"Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo FilhoHebreus 1:1

 

Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, Hebreus

 

 

Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, Hebreus

 

 

Quando percebemos os ensinos e exemplos de Jesus, entendemos que obediência a Deus é muito mais que seguir dez mandamentos, entendemos que no VT são 613 mandamentos, sendo que o maior deles, amar a Deus e ao próximo estava meio até escondido, e no novo testamento, além de mais de 10.000 novos mandamentos, contendo inclusive reinterpretação de alguns mandamentos que Jesus fez, temos destacado que devemos ser guiados pelo Espírito Santo. Ou seja. 1000 mandamentos diferentes podem ocorrer num só dia de intensa comunhão!!!

Então, obediência aos mandamentos de Deus é algo bastante mais amplo do que a lei antiga dizia, pois temos que considerar os mandamentos de Jesus no NT e do Espírito Santo em cada minuto de nossa vida também. Na Bíblia acrescentemos mandamentos como "amai" "amai inimigos", "dê a outra face", "orai sem cessar", "emprestai dinheiro a quem não pode te pagar" "em tudo daí graças" e por ai vai...Quando Cristo pelo espírito viver em nós, seguiremos mandamentos a cada minuto de nossas vidas! 


Como somente Jesus é justo e seguiu toda a vontade de Deus, só se estabelece a lei de Deus em nós, e a justiça que Deus requer, pela fé na justiça outorgada de Jesus!

Porque ninguém na terra consegue seguir a todos os mandamentos de Deus e que só obedecemos quando aceitamos a obediência e justiça de Jesus em nosso lugar. Somente assim se confirma a lei, somente assim temos uma perfeita obediência. 

A dificuldade de se entender isso é mais presente quando se preocupa com disputa doutrinaria sobre o polêmico sábado, onde aqueles que o defendem querem trazer todos para debaixo da lei e não deixar que apenas o Espírito santo guie as pessoas. Diferente desse expediente "missionário", os apóstolos assim declararam quando judeus incomodavam não-judeus para seguirem as regras da lei:

 

"Porquanto ouvimos que alguns que saíram dentre nós vos perturbaram com palavras, e transtornaram as vossas almas, dizendo que deveis circuncidar-vos e guardar a lei, não lhes tendo nós dado mandamento, Pareceu-nos bem, reunidos concorde mente, eleger alguns homens e enviá-los com os nossos amados Barnabé e Paulo, Homens que já expuseram as suas vidas pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Enviamos, portanto, Judas e Silas, os quais por palavra vos anunciarão também as mesmas coisas. Na verdade pareceu bem ao Espírito Santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias: Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da fornicação, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá".

Atos 15:24-29 

 

Muitos estudos legalistas (no sentido da letra da lei antiga).  que defendem a vigência da lei  e não da guia do espirito, nos guiando principalmente a forma de obediência ensinada e vivida por Cristo, o fazem  "justamente" nos escritos do apóstolo Paulo que fez questão de destacar o novo caminho, a nova aliança, a nova revelação da graça, e se valem de passagens isoladas fazendo com que Paulo estivesse referendando a vigência da lei  como continuando a ser o foco das atenções no Novo Testamento quando agora Cristo e seu Espírito se tornam a lei viva dos cristãos. Muitos se apegam ao texto isolado sem se esforçarem minimamente para entender o que ele quis dizer a luz do seu contexto.

 

Em 1993, ao comentar sobre este texto com o pastor e profeta de Deus Alejandro Bolona na DSA, ele me disse: "Cuidado, crie uma história antes na Igreja e depois fale, senão eles vão te mandar embora". Ficamos tristes com isso, mas oramos para que as coisas mudem pois muitos da Associação Geral querem mudar a Igreja, cristianizando-a, mas os de baixo guiados por uma tradição teológica errada e legalista fazem resistência, principalmente no Brasil onde percebi que alunos de teologia no UNASP são guiados por professores que o que menos entendem, é de novo testamento. 

 

Bom, vamos analisar o texto então lendo desde o verso 19 ao 31 que é possível que passemos a entender o que Paulo realmente quis dizer, convido você a orar e buscar a sabedoria do alto para realmente entender o texto de Romanos 3:31 em seu contexto e não isoladamente:

 

"Ora, nós sabemos que tudo o que a lei diz, aos que estão debaixo da lei o diz, para que toda a boca esteja fechada e todo o mundo seja condenável diante de Deus. Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado. Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas; Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que creem; porque não há diferença. Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus; Para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e justificador daquele que tem fé em Jesus. Onde está logo a jactância? É excluída. Por qual lei? Das obras? Não; mas pela lei da fé. Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da leit. porventura Deus somente dos judeus? E não o é também dos gentios? Também dos gentios, certamente, Visto que Deus é um só, que justifica pela fé a circuncisão, e por meio da fé a incircunciso. Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes estabelecemos a lei. Romanos 3:19-31

 

Ou seja, entendemos claramente que a fé na justiça de Cristo, aquele ÚNICO que cumpriu toda a lei de Deus, é que de fato e de verdade pode estabelecer a lei e a justiça. Há portanto a recomendação da graça como único caminho de cumprimento da justiça que a lei requer, uma vez que todos os gentios sem lei e judeus com a lei, são pecadores e destituídos da gloria de Deus, a qual se revela gratuitamente pela fé na justiça de Cristo no lugar da nossa.

Meus irmãos, Jesus quando proferiu o sermão da montanha, "encerrou a todos no pecado" (Efésios) pois demonstrou que tanto os cumpridores da lei como os sem lei eram pecadores, demonstrou que é totalmente impossível ao homem cumprir a vontade de Deus. Mostrou que a exigência de Deus é muito maior do que a lei conseguiu transmitir, que para seguir teríamos que morrer para nós mesmos, afim de que Ele vivesse em nós e podermos dizer como Paulo "não vivo mas eu mas Cristo vive em mim"

 

E a Graça?

 

A lei de Deus é uma pequena expressão do caráter e da vontade de Deus, que só foi revelado plenamente por Cristo ao mostrar que o caráter de Deus é muito mais que justiça, é graça. Os seus ensinos aprofundaram, mudaram e reformaram certos ensinos antigos elementares e justiceiros. A lei foi uma carta de diretrizes básicas e elementares adaptada a uma época e situações, um aio, um tutor, que nos guiou a guia superior em Cristo pelo Espírito Santo (Gálatas)...Disto se compreende o ministério da lei da antiga aliança do ministério do Espírito na Nova Aliança...O fundamento do governo de Deus é Ele mesmo, seu próprio caráter. E em seu caráter se destaca a bondade, a graça e a misericórdia, unido a sua justiça e sua ira contra toda injustiça aplicada em seu Filho em nosso lugar. O Evangelho é essencialmente a cruz que revela todo o coração de Deus ao nos salvar.

Idolatria da lei tenta igualar a expressão de parte de sua vontade a essência do seu caráter, o caráter de Deus tem mais que ver com seu amor e bondade, é por isso que Jesus enfatizou que o resumo de toda lei (centenas de mandamentos e não apenas os dez) é o amor. Quando olhamos a lei por esta perspectiva de Jesus começamos a entender um pouco mais o que é caráter de Deus ali parcialmente revelado. E para olhar assim precisamos muito do Espírito Santo, pois a letra em si é morta e pouco poderá nos ajudar a contemplar parte do caráter de Deus ali revelado. As vezes a letra mais atrapalha como atrapalhou aqueles que idolatravam a letra da leio-os judeus…que não aceitaram Jesus como autor da lei, e muito menos aceitam até hoje, seu apostolo enviado Paulo.

A graça revela muito mais o caráter de Deus que a lei. O sermão da montanha ao estabelecer os ensinos superiores de Jesus sobre os ensinos dos antigos e de Moisés, abre caminho para compreensão de que para sermos filhos de Deus teremos que amar muito mais que ser justos, ter misericórdia mais que ter honestidade. Nunca exigir justiça dos outros, mas nunca deixar de oferecê-la para mais, além dela, além da milha, além do deixar ferir a face...aí começa a revelação maior do que Deus é do que Deus quer que exista em seus filhos.

A graça é revelada/profetizada sobretudo nas leis cerimoniais dos sacrifícios, revelada no propiciatório que fica entre a luz do sequinha e a arca da aliança...toda lei antiga é importante apenas como sombra das coisas que havia de vir. Sombra da graça, sombra da moral divina revelada em Cristo...as "justiças das leis civis' também são sombra das leis civis de misericórdia que devem reger os crentes sob o NT.

Cancelando lei do talião "de dente por dente e olho por olho", por dar a outra face, andar duas milhas e não pelejar pelo que é seu direito, vemos como a graça substitui a justiça da lei. Se antes deveríamos nos restringir pela lei de vingar um dente por apenas outro dente, e não uma cabeça, na graça e sob os ensinos de Cristo, devemos perdoar e carregar o prejuízo do dente oferecendo amor a quem nos feriu.  Desta forma, as leis antigas espelhavam apenas uma sombra do caráter de Deus, que somente em Cristo, por sua vida, seus exemplos e ensinos, pode ser então revelado.

A revelação é progressiva e dá um salto imenso entre VT e NT. De aio a Cristo, de tutor ao Filho, de Hagar ilegítima a Sarah Legítima, de guia da letra a guia do Espírito…resgatando e dando continuidade apenas aquilo que a isso antecipava nas inspirações do VT.



Romanos fala que gentios pela sua consciência sabem o que é pecado. A lei revela apenas um pouco o que é pecado, pecado explicou Cristo, vai bem mais além do que a lei explicava. Quando o Espírito Santo nos guia saberemos que pecado é basicamente não atende-lo em tudo, em todos os momentos de nossa vida. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. Gálatas 5:18

 

 

8:14

 

Já estou Crucificado - Fernandinho

 

 

 

 

 

Por isso que Paulo depois diz que se houvesse uma lei que pudesse produzir justiça, a justiça viria por ela…mas não há. Só Jesus salva, liberta e santifica...a lei foi um aio, uma diretriz geral para ímpios (Timóteo 2) ...mas só o Espírito Santo é que pode nos guiar nos caminhos que Deus requer de nós...só Ele pode nos fazer amar as pessoas, perdoar, deixar o rancor, amar inimigos, ajudar …se o fizermos sem ele será mal feito e ainda isso nos prejudicará fazendo com que fiquemos orgulhosos como os legalistas fariseus. A lei estava enferma pela carne. A carne é pecaminosa e tem que morrer. Para que o Espírito Santo possa dominar nosso coração e inscrever em nós toda a profunda vontade de Deus espelhada em todo ensinamento de Jesus, em todos os seus mandamentos, nas bem-aventuranças nos ordenando a ser humildes, mansos, justos, puros e não apenas em 10 mandamentos dados aos ex escravos hebreus.

 

Jesus, pelo Espírito, deve viver em nós, e nós devemos nos valer da sua justiça para estabelecer o que a lei queria. 

 

Aí depois entra romanos 6 "haveremos de pecar porque não estamos debaixo da lei e sim da graça? " de modo nenhum, pois que morremos para a carne e para as obras da carne afim de produzirmos os frutos do Espírito Santo. Amor, alegria, paz, bondade, equilíbrio...lembrando que conceito de pecado no novo testamento abraça muitas outros mandamentos transgredidos (orai sem cessar, amai inimigos, dar outra face) e realidades mais profundas que somente o homem nascido não só da agua, mas do ESPIRITO pode perceber. É uma nova aliança, nova mentalidade, porque Jesus apareceu e Ele é maior que Moisés, que os ensinos antigos, maior que tudo. Gloria a Ele hoje e sempre amém!

 

 

 

Quem Somos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

http://3.bp.blogspot.com/-SNKfLm7qWEE/Tt6mA5-J5XI/AAAAAAAAAfg/xdeyabqU47w/s1600/alegria.jpg

 

Vida Espiritual - Se você busca a presença de Deus , clique aqui:

 

  1. Porque Deus Permite o Sofrimento no Mundo
  2. Jesemar Bessa (Vídeos Inpirados)
  3. Músicas Muito Inspiradas
  4. Deus se Manifestou e  Tirou Minha Dúvida
  5. Oswald Chambers (meditação)
  6. Steven Lawson (videos)
  7. Paul Washer
  8. Spurgeon
  9. John Pipper
  10. Alejandro Bullon
  11. Luciano Son
  12. 36 Livros Inspirados totalmente Gratuitos
  13. 95 Teses de Justificação pela Fé (livro)
  14. Como Jesus Tratava as Pessoas (livro)

 

 

 

 

Vida Doutrinaria - Artigos sobre Transição entre VT e NT necessários no  Adventismo

 

 

 

  1. O que fica e o que Muda
  2. As 5 Idolatrias - Inspiração quando Visitava a DSA
  3. Um Apelo a Reforma Teológica
  4. Romanos 3:31 - Uma Correta Interpretação
  5. Qual é mesmo a Máxima Revelação do Caráter de Deus?
  6. Uma Carta Inspirada por Deus
  7. Porque seu Filho Saiu da Igreja?
  8. Exclusivismo
  9. Sermões do Pastor Bullon "Conhecer Jesus é Tudo" dos anos 80
  10. Até Quando Durará p Escândalo na Internet - Artigo de 2003
  11. Carta de Alonso Trevier Jones (1888-1906)
  12. Morre Morris Venden - Segredos e os bastidores teológicos
  13. Pontos Positivos e Negativos nos Escritos de E G White
  14. Sistema é maior que Cristo? Vc serve o sistema ou serve a Cristo?
  15. Diferenças entre a Velha Aliança e a Nova Aliança
  16. Parte do Dízimo bíblico para Pobres na Velha e Nova Alianças
  17. Até quando Durará o Escândado na Internet  & Artigos de 2003
  18. Várias e Abrangentes Definições de Pecado
  19. O que Jesus mudou e não mudou entre o VT e NT?
  20. Pontos Positivos e Negativos na IASD
  21. A Visão da Igreja Adventista da Nova Aliança

 

 

 

http://www.fc.up.pt/DocsOnLine/news/img/20081125151147_CIENCIARELIGIAO.jpg

 

Criacionismo, Ciência e Saúde

 

  1.      Do Cambriano ao Pleistoceno
  2.      O Argumento do T - Nova Tese Paleontológica Criacionista
  3.     Adão e Eva e a Genética de Populações
  4.     Prevenção do Câncer
  5.      Fitoterapia
  6.     Design Inteligente- Fomos Planejados Dr Eberlin
  7.     Design Inteligente 2
  8.     Areópago Biológico
  9.     ICR
  10.     SCB
  11.      Sistema de Beneficiamento de Cobre

 

 

 

http://www.ipleme.com.br/aconselhamento_foto.jpg
 Psicologia e Aconselhamento Cristão

 

 

 

  1. Homossexualismo
  2. Namoro Cristão

 

 

 

 

 

Resumo - 
 
A ênfase da velha aliança era "obedeça e viverá" , a ênfase da nova aliança é creia e viverá. A fé na justiça de Cristo é chamada de "misterio revelado" por Paulo. "Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus, que para convosco me foi dada;Como me foi este mistério manifestado pela revelação, como antes um pouco vos escrevi;Por isso, quando ledes, podeis perceber a minha compreensão do mistério de Cristo,O qual noutros séculos não foi manifestado aos filhos dos homens, como agora tem sido revelado pelo Espírito aos seus santos apóstolos e profetas"; Efésios 3:2-5 Revelado nas sombras profetizadas das cerimonias ensanguentadas da lei. Revelado no Cristo que guiava antigamente por aio, por leis, por um tutor, mas agora se fez carne e diz: "antigamente voces ouviram isso e aquilo, eu porem vos digo"' EU SOU quem manda agora. Moisés dissera que viera um profeta maior que Ele..Moisés não sabia que viria o proprio Deus.

Deus não quer pouco ou muito de nós, Ele quer tudo , porque deu tudo...não quer que simplesmente obedeçamos a lei como os judeus tentaram fazer, isso é muito pouco, o aio da lei conduziria a humanidade e os judeus para Cristo, á uma revelção mais que superior do carater e vontade de Deus expressos na lei, o tutor e aio conduziria para o proprio Deus encarnado, para o caráter de Deus clarificado em forma humana, para o amor em carne e osso .."nós vimos sua gloria" e nos apaixonamos ...Diante de tanta revelação ele exige muito mais , "ao que muito se dá muito será exigido" Lucas 12:47 Estamos em dias posteriores a esta tão grande revelação , não temos pouca revelação, mas temos muita, temos a expressão do Filho de Deus, perfeita expressão do seu carater, temos um Deus esquartejado na cruz , aberto em feridas que nos ensinam quem Ele é......portanto, "se a vossa justiça não exceder em muito a dos escribas e fariseus JAMAIS entrareis no reino dos ceus"

Ele quer que eu e vc morramos para o eu, tomemos a cruz da renuncia de si mesmo, e que deixemos Jesus se manifestar em nosso corpo carnal. Paulo sentia dores de parto até que Cristo fosse formado nas pessoas de sua época. Devemos sentir isso unspelos outros, para que a bondade e luz resplandeça em nosso ser egoista e orgulhoso...E para tal deveremos nascer de novo, não é simplesmente mergulhar num tanque batismal, não é cumprir uma cerimonia e preencher uma ficha ou alcançar um alvo numérico da Igreja , é nascer do espirito, é rasgar o coração, é derramar-se como sacrificio vivo e agradavel a Deus num culto de entrega total.. é andar em novidade de vida, revestidos de Cristo..de fé e em fé..obedecendo ao Espírito Santo que nos guia de forma SUPERIOR ao que a lei fazia "porque não falará de si mesmo, mas "vos lembrará daquilo que vos tenho falado" ...por isto que o ministerio da lei foi glorioso, Moisés foi incrivel, mas o ministerio do Espírito Santo que manifesta Cristo em nós, é de SOBREEXCELENTE GLORIA II Corintios 3..Aleluia! Aceitemos este NOVO E VIVO CAMINHO aberto pelo véu !!! Oh digo, aceitemos!!!

 

 

 

"Eu vim para que tenham vida, e vida em

 

abundância"

 

Jesus

 

 

 

 

 

 

Clique aqui para ler